Tertúlias criminológicas com Roberto da Silva, abrindo debates sobre o Sistema Penitenciário Brasileiro e a Educação.

Roberto é pedagogo (UFMT 1993), mestre (USP 1998), doutor (USP 2001) em Educação e Livre Docente em Pedagogia Social (USP 2009). É professor do Departamento de Administração Escolar e Economia da Educação, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Foi conselheiro Científico do ILANUD – Instituto Latino Americano para Prevenção ao Delito e Tratamento da Delinquência (1998-2004); do Conselho Estadual de Política Criminal e Penitenciária do Estado de São Paulo (1998-2004); e do Conselho Estadual do Adolescente (2011-2015). Foi consultor do Unicef para abrigos; consultor para Educação em Prisões da OEI – Organização dos Estados Iberoamericanos (2006-2008). Assessorou a Secretaria da Administração Penitenciária na implantação de 21 Centros de Ressocialização no Estado de São Paulo e a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo na implantação de 21 CEUs – Centros Educacionais Unificados. Assessorou a OEI na elaboração da Rede Latinoamericana para Educação em Prisões (REDLECE) e os governos dos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Santa Catarina e Bahia na elaboração do Plano Estadual de Educação em Estabelecimentos Penais (2010). Coordena o Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação em Regimes de Privação da Liberdade (GEPÊPrivação, CNPq, 2006) e o Grupo de Pesquisa Pedagogia Social (CNPq, 2005), por meio do qual realiza os Congressos Internacionais de Pedagogia Social e as Jornadas Brasileiras de Pedagogia Social. Desde abril de 2009 é presidente da Associação Brasileira de Pedagogia Social (ABRAPSocial). É autor de vários livros e artigos sobre questões relacionadas ao sistema penitenciário e Educação.

Acompanhe a entrevista:

Entrevista com Roberto da Silva – parte 1

Entrevista com Roberto da Silva – parte 2

Entrevista com Roberto da Silva – parte 3

Comentários