Corte Interamericana condena governo argentino por violação do acesso à justiça e à integridade pessoal de cidadão

LUIZ FLÁVIO GOMES (@professorLFG)*

De acordo com notícia veiculada pelo site argentino Pagina 12 (25.10.12), cujo título é “Perjuicios de la justicia tardía” (Prejuízos da justiça tardia), a Corte Interamericana de Direitos Humanos condenou o governo argentino a indenizar Sebastián Furlan, hoje com 38 anos, por violação ao direito de acesso à justiça e à integridade pessoal.

Em 1988, quando Sebastián tinha 14 anos, ele foi atingido por uma barra transversal de um arco em um campo abandonado pertencente ao Exército em Ciudadela, enquanto jogava futebol. Em razão do acidente, Sebastián sofreu fratura de crânio e danos cerebrais graves, que lhe acarretaram deficiência motora e de fala. Diante do ocorrido, sua família ingressou com um processo contra o Ministério da Defesa… Leia Mais

Comentários

LUIZ FLÁVIO GOMES (@professorLFG)*

De acordo com notícia veiculada pelo site argentino Pagina 12 (25.10.12), cujo título é “Perjuicios de la justicia tardía” (Prejuízos da justiça tardia), a Corte Interamericana de Direitos Humanos condenou o governo argentino a indenizar Sebastián Furlan, hoje com 38 anos, por violação ao direito de acesso à justiça e à integridade pessoal.

Em 1988, quando Sebastián tinha 14 anos, ele foi atingido por uma barra transversal de um arco em um campo abandonado pertencente ao Exército em Ciudadela, enquanto jogava futebol. Em razão do acidente, Sebastián sofreu fratura de crânio e danos cerebrais graves, que lhe acarretaram deficiência motora e de fala. Diante do ocorrido, sua família ingressou com um processo contra o Ministério da Defesa.

Continue reading

Comentários