Todos os posts por:
Rodrigo Fernandes

Mortes no trânsito caem; homicídios intencionais sobem

Mortes no trânsito caem; homicídios intencionais sobem

De acordo com os dados divulgados pelo Datasus (em 12/5/15), o Sistema de Informação do Ministério da Saúde, a violência continua insuportável e assustadora. Em 2013, foram registradas 56.804 mortes por homicídio no Brasil: 28,2 mortes para cada 100 mil habitantes, para uma população estimada pelo IBGE em 201.062.789 pessoas. O número de mortes violentas […]

PeTucanato: 21 anos de cleptocracia cartelizada

PeTucanato: 21 anos de cleptocracia cartelizada

Pátria inglória, mas que procura seu lugar! Depois de 21 anos de ditadura (1964-1985), acha-se sob o jugo de 21 anos de cleptocratura (1994-2015), marcada pela roubalheira generalizada praticada pelas classes dominantes/reinantes em conluio com as bandas podres do PSDB (trensalão), do PT (petrolão) e seus coalizados, que foram atingidos mortalmente (na jugular) pela ladroagem […]

Aécio sugere cassação dos partidos envolvidos com corrupção

Aécio sugere cassação dos partidos envolvidos com corrupção

A providência sugerida (por meio de projeto de lei, como foi dito) é muito adequada, porque a situação específica de o partido receber dinheiro de corrupção não está prevista no art. 28 da Lei 9.096/95 (lei dos partidos políticos). De qualquer modo, considerando o argumento de alguns deputados de que receberam doação partidária, não dos […]

Cid Gomes: herói ou vilão da república cleptocrata?

Cid Gomes: herói ou vilão da república cleptocrata?

Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, disse “que a corrupção está no Executivo, não no Legislativo” (é preciso ter muita fé para acreditar nessas barbaridades). Cid Gomes respondeu: “Na Casa existem uns 400 ou 300 achacadores”. Sincericídio ou vilania? Lula havia identificado (nos idos de 1993) 300 picaretas. Cid, que já levou a […]

Políticos “profissionais” e a república cleptocrata

Políticos “profissionais” e a república cleptocrata

Se as investigações criminais que o STF mandou promover contra os primeiros 47 políticos indicados pelo Procurador-Geral resultarem frutíferas, ganhará muita força a tese de que quanto mais tempo o político fica na política mais vulnerável ele se torna à corrupção cleptocrata “institucionalizada” no Brasil, ou seja, à corrupção praticada pelas classes dominantes e/ou reinantes […]