Leia mais Artigos
  • Corrupção, camarotização da elite e pipocação do povo 23 de janeiro de 2015

    Quem está no camarote não quer ser qualquer um. Os mais radicais dizem que camarote não é o lugar “apropriado” para qualquer pessoa. O carnaval traduz com precisão o que significa estar no camarote ou no meio do povo. Enquanto a elite se camarotiza, o povo não cessa sua pipocação (movimentação contínua, agora também para […]

  • Corrupção, educação de qualidade e (re)primarização da economia 22 de janeiro de 2015

    Levantamento do Instituto Avante Brasil mostra, em valores atualizados, que 31 casos de corrupção (de 1980 a 2014) geraram um rombo ao erário público de R$ 120 bilhões. Campeão da pilhagem ao patrimônio público continua sendo o caso Banestado (R$ 60 bi), seguido da Petrobras (cuja estimativa preliminar gira em torno de R$ 10 bi […]

  • Sete vícios de origem (e os pecados capitais) 21 de janeiro de 2015

    Corrupção, injustiça fiscal, fraudes em compras públicas, peculato, estelionato, especulação, tráfico de influência, advocacia administrativa, superfaturamento, acumulação de cargos, suborno, cabides de emprego, funcionários fantasmas, lentidão burocrática, nepotismo, políticos nefastos, produtos de baixa qualidade e até golpes de marketing: todos esses crimes (com outros nomes, às vezes), já frequentes no Brasil no século XVII, estão […]

  • Corrupção e democracia de fachada: 1% tem riqueza igual a 99% 20 de janeiro de 2015

    De acordo com os dados da ONG inglesa Oxfam, uma elite (a do 1%) deterá em breve (2016) riqueza equivalente a 99% da população mundial (site do Estadão 19/1/15). A riqueza se concentra cada vez mais no mundo todo (depois de Piketty não há mais como negar isso). A riqueza, no entanto, é a eficácia […]

  • Punições contra a Petrobras serão duras nos EUA 19 de janeiro de 2015

    São incalculáveis as consequências do escândalo do ouro negro (petrolão) para a Petrobras. É que as artilharias sancionatórias, desta vez, não serão lançadas exclusivamente das frágeis bases nacionais (aliás, até aqui, lenientes como sempre), senão também dos EUA, que preparam duríssimas reprimendas contra a empresa (que já sente, desde as profundezas das suas estruturas, os […]

  • “Rouba, mas faz”: os eleitores perdoam os corruptos competentes? 16 de janeiro de 2015

    Vários estudos afirmam que o político que rouba, mas é competente e faz coisas importantes para a população, tem longevidade garantida (tanto no Brasil como em vários outros países do mundo todo). Um exemplo paradigmático disso é Paulo Maluf (que possibilitou a ampliação do nosso léxico, dando ensejo a um novo verbo: malufar). Tais estudos […]

  • “Pau de Yousselfie”: a nova onda do verão 15 de janeiro de 2015

    01. O pau-brasil representa para a polêmica em torno do nome do nosso País o mesmo que o “pau de Yousselfie” significa para o escândalo da Petrobras. Vejamos as duas coisas. O nome de um país pode afetar a sua identidade e o seu destino? Pode dizer algo sobre o seu futuro? Existem muitas incertezas […]

  • Corrupção e o mecanismo psicológico da negação 14 de janeiro de 2015

    01. Dilma disse a um jornal chileno: “O Brasil não vive crise de corrupção nem tem intocáveis”. Gilberto Carvalho, ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência, deixou o cargo dizendo: “(…) nós não somos ladrões”; alguns “tombaram”, mas não vão levar “desaforo para casa”. Para o ministro da Justiça a corrupção é cultural: “os mesmos que criticam […]

  • 12 razões para se ter vergonha na cara 13 de janeiro de 2015

     Todos nós reprovamos asperamente a corrupção (ao menos no plano do discurso, para a preservação da própria auto-imagem que criamos de nós mesmos – veja E. Giannetti, Vícios privados, benefícios públicos?). A premissa número um para atacá-la consiste em se sentir envergonhado por participar dela. É disso que temos que cuidar. A cultura atual favorece […]

  • Reeleição de corruptos e o “paradoxo do brasileiro” 12 de janeiro de 2015

    01. Por que os brasileiros abominam os políticos corruptos e frequentemente os reelegem? Por que 250 mil paulistas reelegeram Paulo Maluf, mesmo depois de ele ter sido, na Suíça, o protagonista involuntário (“Sr. Propina”) de uma propaganda contra a corrupção mundial? Suely Campos (PP) se tornou governadora de Roraima porque seu marido (ex-governador Neudo Campos) […]


veja mais…