Leia mais Artigos
  • Pesquisa aponta para a unificação entre as polícias 31 de julho de 2014

    O sonho da maioria dos policiais do país é a construção de uma nova polícia. Mais da metade dos policiais (51,2%) afirmaram que as atuais carreiras policiais não são “adequadas” e deveriam mudar. Eles deram suas opiniões sobre qual deveria ser o modelo da polícia brasileira: 27,1% deles sugeriram a criação de uma nova polícia […]

  • Os degenerados acham que não têm limites 31 de julho de 2014

    Estamos em fase de registro de candidaturas. Milhares foram impugnadas, em todo país, por causa da lei da ficha limpa (Maluf, Arruda, Jaqueline Roriz etc.). Mesmo os candidatos publicamente flagrados em corrupção lutam pela reeleição. Por detrás disso está o poder e os privilégios (em alguns casos, o de não ser preso). Com o fim […]

  • Roubos em SP: 38% de aumento no semestre. Tende a piorar. 30 de julho de 2014

    No primeiro semestre de 2014 os roubos aumentaram 38% no Estado de SP. Na cidade de SP, 19 roubos a cada hora (um a cada 3 minutos). Homicídios caíram 2,3% no Estado (mas continuamos com violência epidêmica: 10,3 para cada 100 mil, em junho/14). Foi registrado ainda o maior número de mortos pela PM (desde […]

  • Os degenerados na política (uma classe perigosa) 30 de julho de 2014

      O mundo dos vícios e das virtudes possui vários níveis: os extremos são a degeneração e a exemplaridade. Em todas as classes sociais (A, B, C, D e E) assim como em todas as profissões e atividades há os exemplares (cumpridores dos deveres) e há os degenerados (anomia absoluta). Aristóteles dizia que o humano […]

  • Fim do político profissional (20) Propina sobe para 8% no Ministério dos Transportes 29 de julho de 2014

    Luiz Flávio Gomes Meus amigos: diariamente noticia-se o envolvimento de um político ou de um partido com a corrupção (promovida, sobretudo, por construtoras e bancos, que financiam as campanhas eleitorais por meio de “doações” que, na verdade, são “investimentos”). O PR ocupa o Ministério dos Transportes. Há 4 anos cobrava 4% dos fornecedores do Ministério. […]

  • Brasil: mais rico, mais letrado e… mais violento. Quer saber a razão? 29 de julho de 2014

      Reportagem do Valor Econômico (Patrick Cruz 23-25/5/14: 4 e ss.) dizia o seguinte: “O Brasil ainda é uma economia em desenvolvimento, mas é seguro dizer que nunca fomos tão ricos quanto somos hoje. A renda per capita, superior a US$ 12 mil [em 2013, superior a US$ 14 mil], atingiu um patamar inédito. Continuamos […]

  • IDH do Brasil: vergonha, que falta à classe política 28 de julho de 2014

    O Brasil subiu apenas um degrau, em 2013, no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano, que mede a qualidade de vida das pessoas (educação, expectativa de vida e renda). Ocupamos agora o 79º lugar, dentre 187 países, de acordo com o relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). O portal UOL, didaticamente, […]

  • Onde o povo brasileiro prefere colocar a bunda? 28 de julho de 2014

      José Roberto Torero, no dia 22/10/11, publicou na Folha de S. Paulo a carta de despedida que o Imperador Vespasiano deixou para seu filho Tito (que o sucedeu no trono). Na carta, para justificar a construção do Coliseu de Roma, ele indagava o seguinte: “onde o povo prefere pousar seu clunis [sua bunda]: numa […]

  • Homicídios e roubos no Brasil e na América Latina: ladrões de sonhos 25 de julho de 2014

      “Nada é mais difícil e cansativo do que tentar demonstrar o óbvio” (Nelson Rodrigues). O Brasil, em termos de prevenção da violência, perdeu o bonde da história. É retrógrado e não aceita inovação. Adota políticas anacrônicas, puramente repressivas, daí os resultados desastrados. Violência se combate, em primeiríssimo lugar, com igualdade material entre as pessoas […]

  • Fim do político profissional (19) Empresas corrompem a democracia 25 de julho de 2014

    Luiz Flávio Gomes Meus amigos: as campanhas eleitorais deste ano (de todos os candidatos), oficialmente, estarão custando R$ 5 bilhões. Os presidenciáveis têm previsão de gastos de R$ 900 milhões. O cientista político Wagner Mancuso, da Universidade de São Paulo, garante: “candidato com caixa fornido é favorito e, uma vez eleito, estabelece uma relação como […]


veja mais…