Leia mais Artigos
  • Brasil: mais rico, mais letrado e… mais violento. Quer saber a razão? 29 de julho de 2014

      Reportagem do Valor Econômico (Patrick Cruz 23-25/5/14: 4 e ss.) dizia o seguinte: “O Brasil ainda é uma economia em desenvolvimento, mas é seguro dizer que nunca fomos tão ricos quanto somos hoje. A renda per capita, superior a US$ 12 mil [em 2013, superior a US$ 14 mil], atingiu um patamar inédito. Continuamos […]

  • IDH do Brasil: vergonha, que falta à classe política 28 de julho de 2014

    O Brasil subiu apenas um degrau, em 2013, no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano, que mede a qualidade de vida das pessoas (educação, expectativa de vida e renda). Ocupamos agora o 79º lugar, dentre 187 países, de acordo com o relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). O portal UOL, didaticamente, […]

  • Onde o povo brasileiro prefere colocar a bunda? 28 de julho de 2014

      José Roberto Torero, no dia 22/10/11, publicou na Folha de S. Paulo a carta de despedida que o Imperador Vespasiano deixou para seu filho Tito (que o sucedeu no trono). Na carta, para justificar a construção do Coliseu de Roma, ele indagava o seguinte: “onde o povo prefere pousar seu clunis [sua bunda]: numa […]

  • Homicídios e roubos no Brasil e na América Latina: ladrões de sonhos 25 de julho de 2014

      “Nada é mais difícil e cansativo do que tentar demonstrar o óbvio” (Nelson Rodrigues). O Brasil, em termos de prevenção da violência, perdeu o bonde da história. É retrógrado e não aceita inovação. Adota políticas anacrônicas, puramente repressivas, daí os resultados desastrados. Violência se combate, em primeiríssimo lugar, com igualdade material entre as pessoas […]

  • Fim do político profissional (19) Empresas corrompem a democracia 25 de julho de 2014

    Luiz Flávio Gomes Meus amigos: as campanhas eleitorais deste ano (de todos os candidatos), oficialmente, estarão custando R$ 5 bilhões. Os presidenciáveis têm previsão de gastos de R$ 900 milhões. O cientista político Wagner Mancuso, da Universidade de São Paulo, garante: “candidato com caixa fornido é favorito e, uma vez eleito, estabelece uma relação como […]

  • Estado de direito e prisões de ativistas (HC libera 23) 24 de julho de 2014

        Que se entende por Estado de direito? De acordo com a doutrina de Norberto Bobbio (em Ferrajoli 2014: 789), o Estado de direito (no mundo ocidental) significa duas coisas: governo sub lege, ou seja, submetido às leis e governo per leges, isto é, governo pautado por leis gerais e abstratas. O Estado de […]

  • Por que alguns países não possuem violência epidêmica? 23 de julho de 2014

      O mundo está cada vez mais autoritário, intolerante, irado e, sobretudo, violento. As democracias estão perdendo (longe) para o autoritarismo. O Estado de direito está sendo vencido pelo Estado de exceção (ou subterrâneo) (tal como prognosticaram os filósofos Walter Benjamin, em 1942, e Giorgio Agamben, em 1995 e 2003). Poucos países destoam do quadro […]

  • A Copa e os 2 Brasis: Brasildinávia e Brasilquistão 22 de julho de 2014

      Num passe de mágica, que o jeitinho brasileiro conhece bem, conseguiram ludibriar os jornalistas estrangeiros, durante a Copa do Mundo, escondendo deles o Brasilquistão (o Brasil que não deu certo: violento, desigual, desumano, concentrador de riquezas, pobre, sujo, sangrento, corrupto, serviços públicos de quinta categoria etc.). Mostraram para eles o Brasildinávia (o Brasil que […]

  • Fim do político profissional (18) Valor do voto e preço do voto 21 de julho de 2014

    Luiz Flávio Gomes Meus amigos: O exemplo tem que começar pelos pais, professores, educadores, políticos etc. Quando os políticos não cumprem seus deveres, oferecem péssimo exemplo para a nação. Os parlamentares, priorizando seus interesses particulares de reeleição em detrimento do interesse público, abandonaram o Congresso Nacional para cuidar das suas campanhas eleitorais e não votaram […]

  • Brasil: 2 mortes a cada 10 minutos (uma no trânsito e um assassinato) 21 de julho de 2014

    Na última semana repercutiu na mídia mundial a barbárie do assassinato de 298 pessoas que se encontravam num avião da Malaysia Airlines, que foi derrubado por um míssil disparado provavelmente da área controlada por separatistas da Ucrânia, alimentados pela Rússia (diz Obama). Chegou a 335 o número de mortos em 12 dias no Oriente Médio. […]


veja mais…